Blog posts

Como aprender coreano

Como aprender coreano

Coréia do Sul, Línguas

É preciso aprender coreano para ir à Coréia do Sul? O inglês não é suficiente?

Cada um tem uma relação particular com as línguas estrangeiras. Estamos acostumados ao método convencional de buscar cursos de idiomas em escolas. Nem todo mundo aprende bem desta forma.

Cada pessoa tem um canal dominante e responde melhor a um tipo de estímulo: visual, auditivo, sensorial ou alguma combinação entre eles. Além disso, o tempo para memorização, prática e a dedicação de cada um difere drasticamente.

Aprender uma língua é compreender melhor a sua própria língua. Quanto mais línguas você aprende menos intimidado fica ao se deparar com quaisquer outras novas. Falar uma língua estrangeira possibilita maior interação com o ambiente que se está inserido. Você não necessariamente precisa de fluência, mas sim um pouco de confiança e vontade de usá-la.

Dito isso, é necessário aprender coreano? Não, mas eu diria que vale a pena.

Você certamente consegue se virar com inglês, apontando e fazendo mímica. Entretanto, o prazer de conseguir usar o que você colocou dedicação para aprender é sua recompensa. É uma língua relativamente fácil de se aprender a ler e escrever.

Continue lendo para saber mais sobre:

  1. Um pouco de história do coreano;
  2. O alfabeto;
  3. Fonética;
  4. Gramática;
  5. Ideogramas (hanja);
  6. Material de estudo;
  7. Aulas de coreano na sua cidade;
aprender coreano
Neons em Myeongdong, Seul[1]
aprender coreano
Street food em Seoul. Barato, limpo e gostoso. Não lembraria o nome do que comi se não fosse pela foto[2]
aprender coreano
Fotogenia no mercado de Gwangjang[3]
aprender coreano
Dono de café e artista de rua Lee Kyung Hwan fazendo uma dedicatória para o Life by Lufe[4]
aprender coreano
Ônibus em Seul[5]
aprender coreano
Conferindo a conta numa casa de chá: bolinho de abóbora e chá de ginseng com casca de laranja[6]
aprender coreano
Escolhendo a música para cantar[7]
aprender coreano
Cantando no Noraebang (karaoke em coreano)[8]
aprender coreano
Ajustando a temperatura da água para o banho e a temperatura do chão da casa[9]
aprender coreano
Fotogenia nas ruas de Seul[10]
aprender coreano
Geonbae! (Saúde em coreano) Brindando com soju[11]
aprender coreano
Nas ruas de Seul[12]

 

 

Um pouco de história

O uso dos ideogramas chineses na península coreana data em quase 2000 anos quando a China ocupou a região norte da Coréia. Por volta do século V d.C. os coreanos começaram a escrever com os ideogramas chineses.

O alfabeto coreano (chamado de hangeul) na sua forma atual foi inventado em 1444 e promulgado em 1446 pelo então rei Sejong. O formato das consoantes tenta emular o formato do som reproduzido. A direção da escrita (vertical da direita para a esquerda), assim como a disposição silábica em blocos vem da influência chinesa.

Durante os séculos XIX e XX a combinação do hangeul com o hanja era popular entre os coreanos. A partir de 1945 a importância dos ideogramas chineses decaiu significativamente. Espera-se que os jovens sul coreanos saibam em torno de 1800 ideogramas assim que saiam da escola. A proporção de hanja usado nos textos varia consideravelmente.

A literatura moderna adotou apenas o uso do alfabeto puramente coreano (hangeul), reservando a escrita com os ideogramas para a linguagem acadêmica. No dia a dia vi pouco ou nenhum uso de ideogramas: sites, música, filmes, programas de TV, entre outros. Até mesmo nas ruas o uso do hangeul é dominante.

A língua é falada por aproximadamente 80 milhões de pessoas ao redor do mundo. Para os que gostam de linguística, pertence a família das línguas altaicas. Gramaticalmente tem muita semelhança com o japonês e uma grande porcentagem do seu vocabulário provém do chinês.

É a língua oficial da Coréia do Sul e do Norte e é reconhecida como língua de minorias de algumas regiões chinesas que fazem fronteira com a Coréia do Norte. Além claro, de muitos imigrantes que foram para os EUA, Japão, China, Rússia e outros países.

 

 

O alfabeto

aprender coreano
Imagem: Languages Gulper Korean

O alfabeto coreano é composto de 24 letras básicas – sendo 14 consoantes e 10 vogais. Na figura acima estão inclusas as consoantes dobradas à seção das consoantes e os ditongos à seção das vogais. Por isso parece ter mais que 24 letras.

 

 

Fonética

Nós lusófonos (falantes do português) conseguimos reproduzir quase todos os fonemas coreanos! Há alguns que precisamos praticar um pouco para apurar a pronuncia, outros poucos são novos. A parte boa é que incorporamos estes sons ao nosso banco de dados fonético. No tópico material de estudo, disponibilizo um link de Youtube para você aprender o alfabeto com a pronúncia.

 

 

Gramática

O coreano é uma língua aglutinativa – você adiciona sufixos para criar tempos verbais e estruturas gramaticais. Existe uma estrutura chamada partícula, a qual precede a palavra determinado sua função sintática na frase. A ordem de construção é diferente do português: sujeito+verbo+objeto. Em coreano é sujeito+objeto+verbo.

Para exemplificar usei a frase: As informações do blog são úteis.

블로그의 정보는 유용합니다.

블로그: blog(s)+partícula que indica posse ou relação = do blog

정보Informação(ções)+partícula que indica tópico e/ou sujeitoquanto às informações

유용 = prático/útil

합니다 = é chamado de cópula e une o sujeito ao verbo/adjetivo. Em coreano, assim como japonês conjuga-se adjetivo como se fosse um verbo.

Lendo com a nossa lógica (sujeito+verbo+objeto) a frase ficaria assim: Do blog quanto às informações práticas são.

Há níveis de tratamento dependendo do status de com quem se fala. Palavras distintas, porém, com o mesmo significado para apontar sujeitos, verbos e terminações que indicam a superioridade do receptor. O mais parecido que temos é o uso dos pronomes tu, você e vós. Entretanto, não temos esta distinção toda.

É apenas uma pincelada para estimular a aprendizagem. Intimidado? Não fique. A prática faz a perfeição. Uma vez que você vence essa barreira fica fácil de aprender outras línguas como o japonês. Por falar nele, a estrutura do exemplo As informações do blog são úteis é exatamente a mesma!!

 

 

Ideogramas (hanja) versus alfabeto coreano (hangeul)

Os ideogramas chineses constituem o sistema de escrita mais antigo e ainda em uso no mundo. Os hanja são ideogramas incorporados, criados e usados nas Coréias. Basicamente são compostos por radicais, que juntos formam um ideograma. Estes radicais são outros ideogramas. Usemos o nome da República da Coréia como exemplo:

Em coreano diz-se Daehan Minguk, ou República do Grande Han (Coréia).

aprender coreano

  • 大 tem como radical ele mesmo e significa grande. Lembra uma pessoa com os braços abertos;
  • 韓 tem como radicais 倝 e 韋. Juntos significam cerca e Han (antiga região chinesa na dinastia Han que ocupou parte do atual território coreano);
  • 民 tem como radical  氏 e mais um traço. Juntos significam povo, cidadão;
  • 國 tem como radicais 囗 e 或. Juntos significam país, Estado, nação.

Quanto ao hangeul, façamos o mesmo para entender a lógica da composição das palavras coreanas. Uso o mesmo exemplo, contudo, no alfabeto puramente coreano. Abaixo separo por blocos (vogais em azul e consoantes em vermelho) para o entendimento.

aprender coreano

O coreano aglutina as letras do alfabeto num bloco fonético. É necessário ter pelo menos uma vogal e uma consoante por bloco. Para nós, ocidentais, parece até um ideograma.

Lembra do audio do Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos Humanos que disponibilizei no começo do post? Mostro duas imagens do texto que fora narrado. A primeira em hangeul (coreano puro) e a segunda mesclando hangeul e hanja.

aprender coreano
Hangeul[13]
aprender coreano
Hangeul e hanja[14]

Complicado? Assustado? Depois que passar o medo você certamente se sentirá instigado a ler mais sobre outras línguas que usam/usaram os ideogramas chines. Exemplo: mandarim, o próprio coreano, japonês e o vietnamita.

 

 

Material de estudo

Estudei a língua por conta própria. Existem ótimas ferramentas de aprendizado. A internet oferece inúmeras alternativas. Sempre que quero aprender alguma língua para viajar recorro aos guias Teach Yourself. São práticos, didáticos e você faz as lições respeitando a sua velocidade de aprendizagem. Em paralelo, busco videos no Youtube e portais de idiomas.

Recentemente a jornalista Yoo Na Kim lançou o livro Aprendendo Hangul – Básico 1. O livro está disponível para venda na Livraria Cultura (link direto). Eu tenho e recomendo o livro.

aprender coreano

Outro livro em português é o Fale Tudo em Coreano, de Kim Sang Hee Lee. O livro está disponível para venda na Livraria Cultura (link direto). Eu tenho e recomendo o livro.

aprender coreano

 

 

Aulas de coreano na sua cidade

O excelente portal Study in Korea tem uma seção dedicada a catalogar as escolas por cidade para que você possa estudar a língua coreana onde mora. Esta lista foi copiada do site.

BELO HORIZONTE
* Professor André: shinzen@shinzen.com.br

BRASÍLIA
– Curso de Língua Coreana Céu Azul
* E-mail para contato: sunabrasil@gmail.com (responsável Suna Kim)

– Igreja Coreana de Brasília
* 713/913 Asa Sul
* E-mail para contato: jiaejang@yahoo.com.br (responsável pelo Curso Jiae Sandra Jang Kim)

– UnB Idiomas – Programa Permanente de Extensão
* Campus Universitário Darcy Ribeiro, Asa Norte; no Setor Comercial Sul, quadra 4, edifício Anápolis, 6º andar, em Brasília, DF; ou no Campus da UnB no Gama
Tel: (61) 3107-8901

CAMPINAS
* Rua Antonio Lapa 1345 Cambui Cmapinas.SP. Brazil.  13025-242
Telefones: (19)3367-4611 e (19)9841-4133

CAMPO GRANDE
– ONG Maná do Céu
* Av. Nosso Senhor do Bonfim, 261 – Novo Amazonas.
Telefones: (67) 3355-5555 e (67) 3355-5556

CURITIBA
* Centro Cultural Tomodachi
Av. Iguaçu, 2513, sbj – Água Verde, Curitiba – PR
Telephone: (41) 3022-3477

FORTALEZA
* Grupo de Estudos de Língua e Cultura Coreana Hangul Fortaleza
http://hangulfortaleza.blogspot.com.br/2013/01/admissao-de-novos-membros-para-o_16.html

JUIZ DE FORA
* Professor Migael Lee
Av Presidente Itamar Franco 1460/1602 centro Juiz de Fora-MG ( jfmiga@yahoo.com.br )

MANAUS
* Escola da Língua Coreana do Amazonas
Rua Harumaki, 35, Portal do Japão, Parque Dez, Manaus, AM, Brasil. cep: 69054-678.

PORTO ALEGRE
* Av. do Forte, 1261 – Jd. Ipiranga
Tel: (51) 3398-3433

* You Dynamic
(51) 9661.1189

* Unisinos
http://www.unisinos.br/portal/

RECIFE
* Professor: Kong Pil Choi
_ Colégio da Polícia Militar de Pernambuco sito a Rua Henrique Dias, 609, Derby , Recife – PE
kchoi40@gmail.com

RIO DE JANEIRO
* INSTITUTO GRÃO MESTRE NAM HO LEE
_ Rua Honório 867- Caxambi – Rio de Janeiro/RJ (próximo ao Norte Shopping)
Tel.: (21)2592-0998
www.institutolee.com

* 리오 한글학교 – 박병관 (Pak ByeongKwan)
coreamazon@hanmail.net

SÃO PAULO
* Colégio Polilogos
(01127-010) Rua Solon, 1018 – Bom Retiro – São Paulo – SP
Tel: (11) 3224-0044

* Embaixada da Coreia
R Ribeiro de Lima, 282 – Bom Retiro, São Paulo – SP

* Educar-se Cursos
– Rua Vergueiro, 981, conj. 27. – São Paulo – SP
http://www.educarsecursos.com.br/

* ONG IYF
– Av. Imirim, 2496 – Imirim, São Paulo, SP
Tel: (11) 2256-0914
– Av. Santo Antonio 3959, Marília, SP
Tel: (14) 3433-2270

* IMULTI – Instituto Multicultural & Idiomas
– Rua Conselheiro Moreira de Barros, 518 – Santana – São Paulo SP
– Rua Barão de Iguape, 135 – 1º andar – conj.2 – Liberdade – São Paulo – SP
Tel: (11) 2959-0770 / (11) 2288-1233

* CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT’ANNA – Curso de Língua Coreana
– Rua Voluntários da Pátria, 411 – próximo ao Metrô Portuguesa-Tiete, São Paulo – SP
(11) 2175 8000

* Colégio Peuri
– Rua dos Bandeirantes, 459 – Bom Retiro, São paulo – SP

* Centro Educacional (Consulado)
– Rua Ribeiro de Lima, 282, 4º andar – sala 401 , Bom Retiro

__ Aulas particulares:
– André : shinzen@shinzen.com.br (aulas presenciais ou online)
– Crystal : erickmuller05@gmail.com (aulas presenciais ou online – Tratar com Erick Muller)
__ Campinas e regiões próximas:
– Ki Hye (Gabriela): kihye87@gmail.com

Encare o desafio como parte da aventura, da descoberta e aprendizagem de uma nova cultura. Começa aí a sua viagem ao sonhado destino, antes mesmo de você comprar a passagem. Aprender uma língua de antemão é apostar consigo mesmo que um dia você terá confiança para utilizá-la in loco.

Se nada do que falei convenceu que é legal aprender coreano – ou qualquer outra língua – tudo bem, ainda há a comunicação por sinais. Conheço quem não viaja por receio de não conseguir se comunicar, mas desconheço quem viaja e não consegue se virar por falta do domínio da língua.

Faça sua reserva de hotel para a Coreia do Sul

Referências e Notas Explicativas   [ + ]

About the author

Sou fotógrafo, moro em São Paulo e já estive em 16 países. O Viver a Viagem é meu projeto pessoal e vai além de dicas triviais; quero proporcionar uma imersão cultural e ajudar você a viajar com um olhar diferente.